HOMILIAS

XXIV DOMINGO DO TEMPO COMUM - A (DOM ANSELMO, OSB)

13/09/2020 - A Liturgia da Palavra deste domingo tem o seu foco no perdão, uma das exigências apresentadas por Jesus para termos acesso ao Reino dos céus. A primeira leitura, retirada do livro do Eclesiástico (cf. Eclo 27,33-28,9), começa dizendo: “O rancor e a raiva são coisas detestáveis” (v. 33), pois geram um tipo de reação que conduz à vingança. E o texto continua: "Perdoa a injustiça cometida por teu próximo; assim, quando orares, teus pecados serão perdoados” (Eclo 28,2). Isto ressalta que as nossas relações com os irmãos devem ser marcadas por sentimentos de perdão e de misericórdia. É dessa forma que o homem construirá a sua felicidade no decorrer da sua vida terrena. O ódio para com as pessoas é ruptura com Deus. O autor conclui sua reflexão aconselhando a pensar nos mandamentos e aprender a ser misericordioso, imitando assim o Senhor que é rico na bondade e na misericórdia.

Leia mais
XXIII DOMINGO DO TEMPO COMUM - A (DOM ANSELMO, OSB)

6/09/2020 - Cada domingo nos recorda o ritmo semanal do tempo, o dia da ressurreição de Cristo. Ao domingo, portanto, aplica-se a exclamação do Salmista: “Este é o dia que o Senhor fez: exultemos e cantemos de alegria” (Sl 118, 24). O domingo é um dia que está no âmago da vida cristã e é, ao mesmo tempo, o primeiro dia da semana, memorial do primeiro dia da criação. A Ceia do Senhor é o seu centro, pois nela toda a comunidade dos fiéis se encontra com o Cristo ressuscitado: O domingo é o dia por excelência da assembléia litúrgica, em que os fiéis se reúnem para ouvir a Palavra de Deus e participar do Banquete Eucarístico.

Leia mais
XXII DOMINGO DO TEMPO COMUM - A (DOM ANSELMO, OSB)

30/08/2020 - O Evangelho deste domingo sequencia o texto que ouvimos no domingo passado, no qual Jesus perguntou aos Seus discípulos o que o povo dizia sobre quem era Ele; depois perguntou aos próprios discípulos: “E vós, quem dizeis que eu sou?” (Mt 16,15). Mediante a profissão de fé do apóstolo Pedro “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo” fez com que ele recebesse do Senhor a autoridade sobre a Sua Igreja: “Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja” (Mt 16,18). Jesus continuou a falar, dizendo que deveria “ir a Jerusalém e sofrer muito da parte dos anciãos, dos sumos sacerdotes e dos mestres da Lei, e que devia ser morto e ressuscitar no terceiro dia” (Mt 16,21). Jesus mostra, com isto, que o caminho para a ressurreição passa pelo sofrimento e pela morte na cruz.

Leia mais
XXI DOMINGO DO TEMPO COMUM - A (DOM ANSELMO, OSB)

23/08/2020 - Liturgia da Palavra deste domingo nos coloca em Cesareia de Filipe, no Norte da Galileia, perto das nascentes do rio Jordão, onde deparamos com a profissão de fé de Pedro, manifestada quando Jesus dirige aos seus discípulos uma série de questionamentos sobre si próprio. Em um primeiro momento o texto evangélico acentua a definição da identidade de Jesus mediante um questionamento: "Quem dizem as pessoas que é o Filho do homem?" (v. 13).

Leia mais
SOLENIDADE DA ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA - A (DOM ANSELMO, OSB)

16/08/2020 - Celebramos neste domingo a Solenidade da Assunção da Virgem Maria em corpo e alma à glória do Paraíso. Este também é o destino que todos nós almejamos, é o destino dos filhos adotivos de Deus e membros do Corpo de Cristo. Assim como Maria, nós também somos chamados a participar plenamente na vitória do Senhor sobre o pecado e a morte e a reinar com Ele no seu Reino eterno.

Leia mais
XIX DOMINGO DO TEMPO COMUM - A (DOM ANSELMO, OSB)

9/08/2020 - A liturgia da palavra deste domingo traz para a nossa reflexão um texto do Evangelho de São Mateus, onde nos apresenta o episódio de Jesus que caminha sobre o mar (cf. Mt 14,22-33). Após multiplicar os pães e os peixes, Jesus convida os seus discípulos a entrar no barco e a precedê-lo, na outra margem, enquanto Ele despede a multidão, ficando, em seguida, na completa solidão para rezar em uma montanha até de madrugada.

Leia mais
XVIII DOMINGO DO TEMPO COMUM - A (DOM ANSELMO, OSB)

2/08/2020 - A liturgia deste domingo nos chama a sentarmos à mesa que Deus preparou, e onde nos oferece gratuitamente o alimento que sacia a nossa fome de vida e eternidade. O Evangelho nos apresenta Jesus como o novo Moisés, cuja missão é realizar a libertação do seu Povo. No contexto de uma refeição, Jesus mostra aos seus discípulos que é preciso acolher o pão que Deus oferece e reparti-lo com todos.

Leia mais
XVII DOMINGO DO TEMPO COMUM - A (DOM ANSELMO)

26/07/2020 - Para este domingo a Liturgia da Palavra nos convida a refletir sobre as nossas prioridades e os valores sobre os quais fundamentamos a nossa existência. Lançando um olhar inicial para a primeira leitura (cf. 1Rs 3,5.7-12), encontramos a figura e o exemplo de Salomão, rei de Israel que sucedeu ao trono o seu pai, o rei David, falecido por volta do ano 972 a.C.

Leia mais
XVI DOMINGO DO TEMPO COMUM - A (DOM ANSELMO, OSB)

19/07/2020 - As leituras bíblicas que compõem a Liturgia da Palavra deste domingo nos convidam a refletir sobre a paciência e a misericórdia de Deus. A primeira leitura (cf. Sb 12,13.16-19), nos fala de um Deus que, apesar da sua força e onipotência, é indulgente e misericordioso para com todos, mesmo quando os homens praticam o mal. Agindo dessa forma, Deus convida os seus filhos a terem um coração misericordioso e também indulgente, semelhante ao seu próprio coração. Sequenciando este mesmo tema está também a segunda leitura, que sublinha a bondade e a misericórdia do Senhor.

Leia mais
XV DOMINGO DO TEMPO COMUM - A (DOM ANSELMO, OSB)

12/07/2020 - A Igreja nos convida neste domingo a lançar um olhar para o campo. Jesus dirige-se à multidão com a conhecida parábola do semeador, onde o próprio Jesus se identifica com aquele que semeia, que difunde a boa semente da Palavra de Deus, e constata os vários efeitos que ela alcança, de acordo com o modo de acolher o seu anúncio. Alguns ouvem superficialmente a Palavra, mas não a acolhem; outros a recebem, mas não têm constância e perdem tudo; há ainda aqueles que são dominados pelas preocupações e seduções do mundo; e, finalmente, aqueles que ouvem de modo receptivo, como o terreno bom e então a Palavra produz fruto em abundância.

Leia mais